Plano de jogo

Levando vantagem antes de começar a partida. Os melhores tenistas, começam a partida muito tempo antes do primeiro saque ser dado. Eles chegam prontos para jogar, mas antes já aqueceram, fizeram uma checagem mental e já elaboraram um plano de jogo e estão concentrados para aproveitar logo a primeira oportunidade.

images.ashx?id=81

A esmagadora maioria dos jogadores está acostumada a chegar e sair jogando. Eles vão se adaptando mentalmente e fisicamente durante o primeiro set, e na maioria das vezes isso dá certo porque o adversário está fazendo a mesma coisa.

Mas quando tem um tenista pela frente, isso já não funciona. Quando você começar a “entrar” na partida, ela já vai ter acabado

Se você já sair com o serviço quebrado uma ou duas vezes, sem ritmo e sem plano de jogo, estará numa desvantagem muito grande.

Os bons jogadores já começam a estudar o adversário mesmo antes de conseguir vê-lo. Os mais inteligentes conscientemente analisam informações sobre o adversário assim que sabem contra quem vão jogar. Eles querem levar vantagem o mais cedo possível, no maior número de maneiras possível. E isso quer dizer boa preparação mental.

Aquecimento

O seu aquecimento “não “começa quando você chega na quadra. Pode ser para o seu adversário, mas não para você. O tenista inteligente começa a se preparar no caminho para o jogo, ou até antes. O aquecimento deve continuar no vestiário e depois na quadra ou no paredão.

O aquecimento começa com o seu cérebro. Em uma parcela muito grande de jogadores a mente é geralmente a última parte do corpo a ser ativada (se for ativada!).
Normalmente os jogadores alongam incorretamente, batem algumas bolas, dão alguns poucos saques e “play”. Eles praticamente nem aquecem o corpo direito, mas já é mais atenção que eles dedicam ã preparação mental.

Adquira o hábito de pensar um pouco sobre o seu adversário no caminho para o jogo. Se você vai de carro, o aquecimento começa no carro, se você vai andando então o aquecimento começa na calçada. O seu aquecimento começa no caminho para o jogo.

Para mim, o aquecimento começa ainda mais cedo. Na noite anterior, eu vou pensar sobre o jogo. Vou me ver fazendo jogadas e ganhando pontos. Vou visualizar as jogadas táticas, em todos os mínimos detalhes.

Para os profissionais, aqueles 5 minutos de aquecimento é apenas uma “aclimatação”, ou seja; para acostumar com o “clima“ da partida (acostumar com a quadra, com a torcida, com as bolas, e tudo mais).

Na verdade, o processo de aquecimento já se iniciou há muito tempo. Aquecimento, alongamento, bate bola, o treino de um golpe específico, revisão de alguns fundamentos e talvez uma massagem, e acima de tudo, concentração.

Checagem Mental Pré-Jogo

Pergunte a você mesmo. Eu já joguei contra esse adversário? Como eu ganhei dele? Como eu perdi? Que tipo de jogadas ele usa? Ele ataca? Ele devolve? Ele saca bem? Como é sua devolução de saque? Eu cometi muitos erros? Que tipo de erros? Quais são suas melhores jogadas? E suas piores? Ele me forçou a fazer alguma coisa que me incomodou? Ele é conservador nos pontos importantes? Foi uma partida equilibrada? Os pontos foram longos? Tente rever tudo que está relacionado com o jogo do meu adversário.

Também é importante considerar a “personalidade” que o jogo do seu adversário produz. O que ele faz com o ambiente, o humor ou o ritmo da partida? Ele é lento entre os pontos? Ele é temperamental? Ele questiona muitas bolas? Ele é bom quando está ganhando, mas não tão bom quando está perdendo? Ele conversa muito com você nas trocas de lado? Ele aquece rápido?

Prepare-se mentalmente para as coisas que seu adversário pode “aprontar“ durante a partida. Esteja mentalmente e emocionalmente pronto para um adversário apressadinho, um adversário lento, um adversário temperamental, um adversário calmo, ou um adversário malandro. Faz uma grande diferença, pois assim você está mais preparado para controlar o seu plano de jogo, se você sabe o que vai acontecer do outro lado da rede.

Plano De Jogo

Este processo de revisão vai levar você ao processo igualmente importante de planejar sua estratégia. O que você quer fazer acontecer? O que você quer evitar que aconteça?

Ao avaliar seu adversário, você começa a chegar mais perto da partida.

Revisando o estilo e os golpes, você vai preparando o seu plano de jogo. Se seu adversário explorou sua esquerda da última vez que vocês jogaram, você já pode ir pensando como prevenir que a mesma coisa aconteça. Se o saque dele é fraco, vá pensando em como tirar proveito disso.

Vá planejando uma estratégia específica para um jogador específico. E tudo isso antes de ver o adversário na quadra.

Seu corpo vai fazer o que a sua mente disser para ele fazer. Nesta revisão pré-jogo, você está programando a sua mente para dar ao seu corpo a informação correta, uma vez que a partida começa e as coisas acontecem sob pressão. Você está traçando o curso para chegar ao seu destino. Esse destino é a vitória.

Na sua forma mais básica, seu plano se desenvolve ao mesmo tempo em que você responde a estas perguntas:

1 – Qual é a melhor arma do meu adversário?
2 – Aonde que meu adversário é fraco?
3 – Qual é a minha melhor jogada e como posso dirigi-la ao golpe mais fraco do meu adversário?
4 – O que posso fazer para não deixar que meu adversário explore meu golpe mais fraco?

Esta preparação pré-jogo cria um mapa mental. Você sabe aonde quer chegar e como vai fazer para chegar lá. Pode ser que existam desvios no caminho, o seu adversário pode aparecer com algumas surpresas, você pode se perder, mas a rota básica está na sua cabeça faz tempo e o seu mapa mental o mantém em curso.

Mesmo que você enfrente o mesmo jogador mais de uma vez, continua importante você focalizar neste jogador. Coloque sua mente nele, pode ser ainda mais vantajoso refinar suas táticas, pois você possui bastante informação sobre ele. É aí que a coisa fica realmente interessante.

Os bons jogadores são muito concentrados em começar bem uma partida, pois eles sabem que muito frequentemente um bom começo determina o ritmo da partida toda. Começar bem, já coloca o adversário numa posição delicada, algumas vezes eles recuperam, mas na maioria das vezes não recuperam. E é isso que você quer fazer com o seu adversário. O mais cedo possível, forçá-los a considerar a idéia de que “hoje não é o meu dia mesmo”. Acredite se quiser, isso acontece muito mais do que você imagina!

Visualização e preparação pré-jogo podem fazer com que você seja a pessoa que o outro está tentando buscar.

E tudo isso não toma mais do que 10 minutos do seu tempo no caminho para o jogo, e mais o esforço de seguir o plano uma vez que o jogo começa. Dando a você mesmo a oportunidade de começar bem a partida, e uma grande chance de acabar “Vencedor”.

Tire suas dúvidas
via Whatsapp
WhatsApp